• Home
  • Química
  • Astronomia
  • Energia
  • Natureza
  • Biologia
  • Física
  • Eletrônicos
  •  science >> Ciência >  >> Astronomia
    Como a Área 51 funciona
    A área 51 está rodeada por placas de aviso como esta. iStockphoto / Thinkstock p Por décadas, uma instalação militar dos EUA localizada a cerca de 100 milhas (161 quilômetros) ao norte de Las Vegas era um dos segredos mais mal guardados do planeta. Área 51, como é comumente conhecido por teóricos da conspiração de OVNIs e entusiastas da aviação que reúnem os detalhes de protótipos de aviões espiões militares classificados, é um lugar cuja existência o governo dos Estados Unidos se recusou por muito tempo até mesmo a reconhecer.

    p Mas em agosto de 2013, a mortalha sobre a Área 51 finalmente foi levantada, pelo menos um pouco. Jeffrey T. Richelson, um pesquisador do Washington, Arquivo de Segurança Nacional baseado em D.C., um think tank sem fins lucrativos, obteve documentos desclassificados sobre o desenvolvimento e uso das aeronaves de vigilância U-2 e OXCART nas décadas de 1950 e 1960. Os documentos faziam referências repetidas à Área 51 e detalhavam como ela foi selecionada como área de teste pela CIA, a Força Aérea dos EUA e a contratada de defesa Lockheed por causa de sua localização remota. Eles até incluíram um mapa que confirmava sua localização exata [fonte:National Security Archive].

    p Mas essa divulgação tardia não ajudou muito a acabar com os rumores que há muito circulavam na Área 51. No mundo turvo dos quadros de avisos da Internet, programas de rádio AM tarde da noite e fantasias de ficção científica de filmes e TV, há muito se supõe que seja o lugar onde pesquisadores do governo realizaram engenharia reversa de espaçonaves alienígenas capturadas, tentou clonar extraterrestres, e filmou a falsa aterrissagem na lua em 1969 [fonte:Day]. O governo, Como você pode esperar, não confirmou nada disso.

    p "A área 51 é um enigma, "a autora Annie Jacobsen escreveu em um livro de 2011 sobre a instalação secreta." Muito poucas pessoas compreendem o que se passa lá, e milhões querem saber. "

    p Neste artigo, veremos o que é conhecido sobre a Área 51, bem como o que é suspeito, e tentar juntar o máximo que pudermos. Lembrar, como costumavam dizer no clássico programa de TV "Arquivo X, " a verdade está lá fora.

    Conteúdo
    1. Onde está a área 51?
    2. Segurança e Sigilo da Área 51
    3. Chegando à Área 51
    4. Aeronave Área 51
    5. Projetos da Área 51
    6. Área 51 e Alienígenas
    7. Engenharia Reversa na Área 51
    8. A trama fica mais espessa na área 51
    9. Vendo OVNIs na Área 51
    10. Controvérsia na Área 51
    11. Limpando a Área 51
    12. Vivendo na Sombra da Área 51
    13. Uma breve história da área 51
    14. Uma Linha do Tempo de Eventos na Área 51

    Onde está a área 51?

    Uma visão de satélite da Área 51 © 2007 Google Earth ™ mapeamento serviço / DigitalGlobe p As coordenadas da área 51 são 37 graus e 14 minutos de latitude norte, 115 graus 48 minutos de longitude oeste. Você pode ter uma ótima visão dele usando o Google Earth. Basta digitar "Área 51" no campo "Voar para" e o mapa fará o resto.

    p Por décadas, a base permaneceu escondida de quase todos. Imagens de satélite da área eram excluídas rotineiramente dos bancos de dados do governo. Em 1973, Os astronautas do Skylab inadvertidamente fotografaram o campo de aviação. Contudo, de acordo com documentos desclassificados, a CIA conseguiu censurar a foto e evitar que ela fosse vista pelo público [fonte:Day].

    p Mas em 2000, fotografias tiradas por uma sonda orbital soviética foram obtidas e publicadas pela Federação de Cientistas Americanos (FAS). A coleção de fotos no site da FAS mostra o crescimento da instalação desde o final dos anos 1960, incluindo a construção de novos edifícios e uma nova pista [fonte:Federation of American Scientists]. Desde então - e especialmente desde o advento do Google Earth - o proverbial gato está praticamente fora da bolsa.

    p Um leito de lago seco chamado Groom Lake faz fronteira com a base. A oeste fica o local de teste de Nevada (NTS). A cidade mais próxima é Rachel, Nev., que fica a 25 milhas (40 quilômetros) ao norte da base. A própria base ocupa apenas uma fração dos mais de 90, 000 acres (36, 000 hectares). Consiste em um hangar, uma guarita, algumas antenas de radar, algumas instalações habitacionais, um refeitório, escritórios, pistas e abrigos. Os abrigos são edifícios do tipo "fuja e esconda", projetado para que a aeronave possa se mover rapidamente sob a cobertura quando os satélites passam por cima. Alguns alegam que o que você pode ver na superfície é apenas uma pequena parte da instalação real. Eles acreditam que os edifícios de superfície repousam no topo de uma base subterrânea labiríntica.

    p Outros afirmam que a instalação subterrânea tem até 40 níveis e que está ligada por meio de ferrovias subterrâneas a outros locais em Los Alamos, White Sands e Los Angeles. Os céticos são rápidos em apontar que um projeto de construção tão grande exigiria uma enorme força de trabalho; a retirada de toneladas de terra que teriam que ir para algum lugar e haveria necessidade de uma grande quantidade de concreto e outros materiais de construção. Tão provável, o que você vê é o que você obtém.

    p Mas ninguém no público sabe com certeza, porque o governo faz de tudo para esconder o que está fazendo na Área 51.

    Segurança e Sigilo da Área 51

    Um mapa das instalações da Área 51 Foto cortesia de Glenn Campbell p Dizer que o acesso à base é limitado é um eufemismo. A base e suas atividades são altamente classificadas. A localização remota ajuda a manter as atividades figurativamente sob o radar, assim como a proximidade com o Local de Segurança Nacional de Nevada, anteriormente o Nevada Test Site (NTS), onde os dispositivos nucleares são testados. Para obter acesso, você precisa de autorização de segurança superior, bem como de um convite dos mais altos escalões da comunidade militar ou de inteligência [fonte:Jacobsen].

    p O governo teve muitos problemas para tornar difícil para qualquer um ver o que está acontecendo dentro da Área 51. Durante anos, os cartógrafos deixaram de fora a instalação, e embora tenha caído dentro das fronteiras do Nellis Air Force Range, a estrada que leva até as instalações nunca foi mostrada. Ainda hoje, A área 51 é cercada por milhares de hectares de paisagem desértica vazia, e a Força Aérea retirou as terras do uso público para ajudar a manter a base escondida de olhos curiosos. Por muitos anos, os observadores podem caminhar até pontos de observação elevados, como White Sides Peak ou Freedom Ridge, mas essas áreas também foram apreendidas. Hoje, para ver qualquer coisa, você tem que fazer a caminhada extenuante até o Pico Tikaboo, 26 milhas (42 quilômetros) das instalações. De lá, você pode ter um breve vislumbre das luzes da pista piscando e uma aeronave experimental decolando, antes que as luzes se apaguem novamente e mergulhem a Área 51 na escuridão [fonte:Jacobsen].

    p Todos os que trabalham na Área 51, seja militar ou civil, deve assinar um juramento concordando em manter tudo em segredo. Os edifícios no local não têm janelas, evitando que as pessoas vejam qualquer coisa não relacionada às suas próprias funções na base. Por alguns relatórios, equipes diferentes trabalhariam em projetos semelhantes ao mesmo tempo, mas seus supervisores manteriam cada equipe ignorante do projeto da outra equipe. Ao testar uma aeronave secreta, os funcionários ordenaram que todos os funcionários não envolvidos permanecessem dentro de casa até o término do voo de teste e a volta da aeronave ao hangar.

    Chegando à Área 51

    Os infames "cammo dudes" Foto cortesia de Glenn Campbell p A maioria dos passageiros para a Área 51 viaja em Boeing 737s ou 727s não identificados. Os aviões partem de um terminal no Aeroporto Internacional McCarran em Las Vegas. A empreiteira de defesa EG&G é proprietária do terminal. Cada avião usa a palavra "Janet" seguida por três dígitos como um sinal de chamada para a torre de controle do aeroporto.

    p O espaço aéreo acima da Área 51 é conhecido como R-4808N e é restrito a todos os voos comerciais e militares não originados da própria base (exceto os passageiros Janet, claro). Acredita-se que a Área 51 faça parte da Base da Força Aérea de Edwards na Califórnia ou do Nellis Air Force Range em Nevada, mesmo que os pilotos dessas bases sejam proibidos de voar no espaço aéreo da Área 51. Na verdade, pilotos que voam para uma das zonas tampão ao redor do R-4808N enfrentam, segundo relatos, punição de seus comandantes, embora seja bastante tolerante. Sempre que um piloto voa através de uma zona tampão, o exercício de treinamento termina imediatamente e o piloto é mandado de volta à base. Voar conscientemente para o R-4808N é uma ofensa muito mais séria, e os pilotos podem enfrentar uma corte marcial, descarga desonrosa e tempo na prisão como resultado.

    p Os militares classificam a Área 51 como Área de Operação Militar (MOA). As fronteiras da Área 51 não são cercadas, mas são marcados com pólos laranja e sinais de aviso. As placas informam que a fotografia não é permitida e que a invasão da propriedade resultará em multa. As placas também alertam que a segurança está autorizada a usar força letal sobre as pessoas que insistem em invadir. Rumores circulam entre os teóricos da conspiração sobre quantos infelizes buscadores da verdade morreram como resultado de trompar os terrenos da Área 51, embora a maioria acredite que os invasores são tratados de maneira muito menos violenta.

    p Pares de homens que não parecem estar no exército patrulham o perímetro. Esses guardas são provavelmente civis contratados de empresas como Wackenhut ou EG&G. Os observadores os chamam de "cammo dudes, "porque costumam usar camuflagem do deserto. Os cammo dudes costumam dirigir veículos com tração nas quatro rodas, ficar de olho em qualquer pessoa perto das fronteiras da Área 51. Supostamente, suas instruções são para evitar o contato com intrusos, se possível, e agir apenas como observador e dissuasor. Se alguem parecer suspeito, os cammo dudes chamarão o xerife local para lidar com ele. De vez em quando, eles enfrentaram invasores, supostamente apreendendo qualquer filme ou outro dispositivo de gravação e intimidando os invasores. As vezes, helicópteros fornecem suporte adicional. Há rumores de que os pilotos de helicóptero ocasionalmente usam táticas ilegais, como pairar muito baixo sobre os invasores para assediá-los.

    p Outras medidas de segurança incluem sensores colocados em torno do perímetro da base. Esses sensores detectam movimento, e alguns acreditam que podem até discernir a diferença entre um ser animal e um ser humano. Visto que a Área 51 é efetivamente uma reserva de vida selvagem, era importante criar dispositivos de alerta que não pudessem ser acionados facilmente por um animal que passasse. Uma teoria mantida pelos observadores é que os sensores podem detectar o cheiro da criatura que passa (os sensores detectam uma assinatura de amônia). Embora isso ainda não tenha sido comprovado, é certo que existem sensores enterrados em toda a Área 51. Um residente de Rachel chamado Chuck Clark descobriu vários dos sensores, e a certa altura o FBI o acusou de interferir com os dispositivos de sinal e ordenou que ele devolvesse um sensor perdido ou pagasse uma multa. Clark negou ter levado um, mas concordou em interromper suas investigações [fonte:Braverman].

    p Na próxima seção, veremos por que todas as medidas de sigilo e segurança são necessárias enquanto examinamos algumas das aeronaves testadas na Área 51.

    Aeronave Área 51

    O projeto U-2 Spy Plane é o motivo pelo qual a Área 51 foi originalmente estabelecida na década de 1950. p De acordo com a Força Aérea, o objetivo da instalação é o seguinte:"o teste de tecnologias e sistemas de treinamento para operações críticas para a eficácia das forças militares dos EUA e a segurança dos Estados Unidos." Por anos, as pesquisas secretas e os esforços de teste conduzidos lá foram mantidos fora de vista. A desclassificação de 2013 de documentos sobre o programa U-2 das décadas de 1950 e 1960 foi a primeira rachadura na cortina oficial de sigilo.

    p Mas apesar dos esforços do governo, tem sido difícil manter as atividades da Área 51 completamente secretas. Aqui estão alguns dos projetos conhecidos na Área 51:

    • O avião espião U-2: A Lockheed trabalhou com a CIA para desenvolver um avião que pudesse voar em grandes altitudes e espionar outras nações. O U-2 poderia voar a altitudes de 70, 000 pés (21, 000 metros) e foi eficaz em missões de reconhecimento durante vários anos. Contudo, a CIA e a Lockheed perceberam que logo precisariam de aeronaves mais avançadas porque a tecnologia de mísseis da União Soviética estava rapidamente se atualizando.
    • Em 1960, a URSS abateu um U-2, confirmando essa preocupação. Os engenheiros projetaram um avião - chamado Suntan - para ser o sucessor do U-2. Ele poderia voar a velocidades de até Mach 2,5 (quase 2, 000 milhas ou 3, 200 quilômetros por hora). O bronzeado usava hidrogênio líquido como combustível, qual foi sua queda final. Os engenheiros decidiram que seria muito caro criar uma infraestrutura de combustível para apoiar os voos do Suntan, e o governo cancelou o projeto.
    • O A-12 OXCART: No início dos anos 1960, este protótipo de aeronave de vigilância apresentava um amplo fuselagem em forma de disco feita de titânio brilhante. Um artigo do Los Angeles Times de 2009 especulou que a aparência da aeronave e velocidades próximas a Mach 3 (2, 300 milhas ou 3, 700 quilômetros por hora) levou os pilotos comerciais que o encontraram a presumir que se tratava de uma espaçonave alienígena.
    O SR-71 Blackbird Foto cortesia da Força Aérea dos EUA
    • O SR-71 Blackbird: Esta aeronave evoluiu do A-12, e se tornou o verdadeiro sucessor do U-2. Esses aviões podiam voar a velocidades de até Mach 3 e altitudes de 90, 000 pés (27, 400 metros).
    Tacit Blue, também conhecido como "Shamu" Foto cortesia da Força Aérea dos EUA
    • Azul Tácito e Azul Tácito: Esses dois aviões foram as primeiras tentativas bem-sucedidas de criar aeronaves furtivas. Tacit Blue tinha um estranho, forma de baleia, inspirando os espectadores a chamá-lo de "Shamu". Ele foi projetado para voar baixo sobre as operações de batalha como um veículo de reconhecimento. Have Blue foi um protótipo para o caça stealth F117-A. Ter Blue chegou pela primeira vez à Área 51 em 1977. O caça stealth permaneceu um segredo até que a Força Aérea o revelou oficialmente ao público em 1990.
    • A ave de rapina :Um assento único, asa de gaivota, aeronave experimental com uma forma de evasão de radar desenvolvida de 1992 a 1999, a Bird of Prey foi pioneira no uso de design de realidade virtual 3D e processos de montagem, e utilizou um grande, estrutura composta de peça única. Apenas uma das aeronaves foi realmente construída. Em 2002, Boeing, o construtor da Ave de Rapina, revelou sua existência, porque a maioria de suas inovações já se tornaram padrões da indústria de defesa [fonte:Cole].

    Projetos da Área 51

    O MiG-21 é uma das várias aeronaves soviéticas supostamente testadas na Área 51. Permissão concedida pela GNU Free Documentation License p Ha outro, rumores mais obscuros sobre aeronaves secretas que podem ou não ter sido testadas na Área 51.

    • TR-3A Black Manta: Este é um boato de que os aficionados por aeronaves secretas vêm falando há décadas, embora ninguém pareça saber realmente o que é, ou mesmo se realmente existe. Em 1993, um editor de boletim informativo chamado Steve Douglass publicou uma suposta imagem da misteriosa aeronave especulativa, capturado e aprimorado de um vídeo que ele filmou perto de White Sands, N.M. [fonte:Patton]. O site da Federação de Cientistas Americanos o descreve como uma "aeronave de reconhecimento subsônica furtiva", mas poucas outras informações surgiram [fonte:Pike].
    • Aurora: Em 1985, o codinome Aurora acidentalmente vazou em um documento de orçamento não classificado, que o descreveu como uma aeronave de reconhecimento e ataque impulsionada por ramjet, capaz de voar pelo menos Mach 5 e se desdobrar em qualquer lugar do mundo em questão de horas. O engenheiro e especialista em reconhecimento de aeronaves Chris Gibson supostamente observou uma formação de aeronaves militares dos EUA sobre o Mar do Norte em 1989, que incluía um avião em forma de delta não identificado. Ele se encaixa no perfil descrito em estudos não classificados de aeronaves altamente supersônicas [fonte:Sweetman]. Não está claro o que aconteceu com o programa Aurora.
    • Brilhante Abutre ou Nave Mãe: Mais um boato de projeto na Área 51. Este grande jato transportaria um veículo menor, talvez um veículo aéreo não tripulado (UAV). O veículo menor foi projetado para ser lançado do jato maior no ar.
    • Estrela Negra: Em 2006, a publicação da indústria Aviation Week &Space Technology relatou que os militares dos EUA financiaram o desenvolvimento e o teste de um pequeno avião espacial orbital na década de 1990. O veículo Blackstar de dois lugares possivelmente fez mais de uma missão orbital, antes de ser silenciosamente colocado na naftalina por razões orçamentárias ou operacionais [fonte:Oberg].
    p Que novos projetos podem estar em andamento na Área 51 hoje? Além do foco contínuo na tecnologia UAV, os teóricos do projeto secreto sugerem algumas possibilidades. Uma é uma aeronave de transporte com tecnologia stealth projetada para mover tropas para dentro e para fora de áreas de conflito sem serem detectadas. Muitos veem a necessidade de um veículo com capacidades eficazes e furtivas de decolagem e pouso vertical (VTOL). (O Osprey V-22 tem essa capacidade, mas os críticos dizem que o veículo não é eficaz para atender aos objetivos militares.) Outro projeto de pesquisa provável é um helicóptero stealth. Embora algumas pessoas digam que helicópteros stealth já existem e estão em uso, eles não foram revelados ao público.

    p Alguns teóricos veem a necessidade de um avião furtivo projetado especificamente para neutralizar alvos terrestres. A data, a maioria das aeronaves stealth são veículos de vigilância ou projetados para combate ar-ar. Há também a necessidade de aeronaves que possam ser implantadas rapidamente em qualquer local do mundo no menor tempo possível. Projetos como o suposto avião Aurora e outros veículos hipersônicos se enquadram nesta categoria. Outros rumores de projetos de pesquisa variam de tecnologia de camuflagem a feixes de prótons e dispositivos antigravitacionais.

    p Claro, esses projetos são apenas a ponta do suposto iceberg. A Área 51 é indiscutivelmente mais conhecida por sua conexão com alienígenas e OVNIs do que com qualquer uma dessas aeronaves.

    quadrado vermelho

    Em abril de 1984, O tenente-general da Força Aérea dos EUA Robert M. Bond morreu em um acidente de avião a jato perto da Área 51. Embora a Força Aérea tenha descrito seu avião como um avião de teste modificado, a Associated Press informou que na verdade era um MiG-23 soviético [fonte:Macy]. O ex-piloto militar Allan Palmer disse ao Huffington Post em 2013 que, enquanto voava na área em meados da década de 1970, ele encontrou outros MiGs, que parecia ter sido reformulada e tinha o brasão de estrelas e barras dos EUA em vez de insígnias soviéticas [fonte:Spiegel]. Não está claro se os EUA obtiveram a aeronave dos soviéticos ou os capturaram de alguma forma, mas parecem ter sido usados ​​para exercícios de treinamento e jogos de guerra. O uso de aeronaves soviéticas no espaço aéreo da Área 51 inspirou seu apelido de Praça Vermelha.

    Área 51 e Alienígenas

    p Alguns acreditam que uma nave alienígena caiu em Roswell, N.M., e que o governo enviou os destroços e um corpo para a Área 51 para exame e estudo. Outros afirmam que a instalação possui níveis subterrâneos e túneis que a conectam a outros locais secretos, e que contém armazéns cheios de tecnologia alienígena e até mesmo espécimes alienígenas vivos.

    p Alguns vão ainda mais longe, teorizando que os alienígenas são realmente os responsáveis ​​pelo show e seu objetivo é criar um híbrido humano-alienígena (os alienígenas parecem ter perdido a capacidade de se reproduzir por conta própria). As histórias colocam os alienígenas em papéis que variam de visitantes benevolentes a senhores do mal que subsistem com uma pasta feita de pedaços humanos. Representantes da Força Aérea negaram publicamente que os estrangeiros tenham qualquer coisa a ver com a Área 51, mas isso parece ter apenas fortalecido as sugestões mais selvagens dos teóricos da conspiração.

    p Em 24 de junho, 1947, Kenneth Arnold relatou ter avistado nove objetos, voando em uma formação em V, enquanto pilotava seu avião particular sobre o estado de Washington. Ele disse que os objetos voaram como um disco voaria se você pulasse na água, e o termo "disco voador" nasceu [fonte:History].

    p Em julho de 1947, um objeto no ar caiu em um rancho perto de Roswell. O Roswell Army Air Field emitiu um comunicado à imprensa do general William "Butch" Blanchard, afirmando que havia recuperado os restos mortais de um objeto voador não identificado ou OVNI. O Exército rapidamente retirou a declaração, dizendo que não era um disco voador, mas um balão meteorológico. Mas a declaração original já havia sido publicada em vários jornais [fonte:History, Os Arquivos Roswell]. O incidente foi amplamente esquecido até a década de 1970, quando o físico nuclear Stanton T. Friedman escreveu um livro argumentando que o acidente foi resultado de atividade extraterrestre.

    p Na década de 1990, documentos desclassificados diziam que o objeto recuperado em Roswell era na verdade um balão criado para um programa de vigilância chamado Projeto Mogul. A história do balão meteorológico foi um disfarce para esse projeto secreto [fonte:McAndrew]. Claro, Os que acreditam em OVNIs dizem que a história do balão espião também é um disfarce, e que o Exército realmente recuperou uma nave alienígena.

    Como a Área 51 obteve seu nome?

    A teoria mais popular é que veio da antiga Comissão de Energia Atômica (AEC), a agência pós-Segunda Guerra Mundial que operava o Local de Teste de Nevada (NTS). É aí que as armas nucleares foram detonadas nos dias anteriores aos tratados que proibiam esses testes. O NTS é mapeado como uma grade de quadrados de 1 a 30. A área 51 não faz parte da grade, mas faz fronteira com uma seção chamada Área 15. Alguns dizem que o número foi invertido, ou que 51 foi escolhido porque o NTS provavelmente não expandiria sua rede tão longe. Embora alguns documentos recentemente desclassificados se refiram à base como Área 51, funcionários do governo ainda se referem às instalações como um local de operação perto do Lago Groom ao responder a consultas públicas [fonte:CBS News].

    Engenharia Reversa na Área 51

    A concepção artística de um alienígena. iStock / Thinkstock p Em 1989, um homem chamado Robert Lazar chocou o mundo quando foi à televisão alegando ter feito parte de uma operação militar que trabalhou com tecnologia alienígena. Lazar disse que o governo possuía pelo menos nove espaçonaves alienígenas em uma base chamada S-4, que não fica longe do Lago Groom. A instalação tinha até pôsteres mostrando um OVNI levitando vários metros acima do solo com a legenda "Eles estão aqui!" Esta foi a primeira vez que um "insider" "soprou o apito".

    p Lazar disse que a EG&G o contratou para ajudar na engenharia reversa da tecnologia na nave alienígena para uso em veículos militares dos EUA e produção de energia. Ele descobriu um enferrujado, substância pesada que ele chamou de "Elemento 115" que alimentou a espaçonave alienígena.

    p As declarações de Lazar inspiraram uma explosão de interesse em OVNIs e na Área 51. Mas os céticos investigaram o máximo de declarações de Lazar que puderam, e a maioria parecia ser falsa. Por exemplo, Lazar disse que tinha mestrado na CalTech e no MIT, mas não há evidência de que ele frequentou alguma das universidades. Lazar respondeu que o governo estava ativamente tentando apagar sua existência para desacreditá-lo. Também, tanto a Força Aérea quanto os Laboratórios Nacionais de Los Alamos negaram que ele jamais tivesse trabalhado para eles. Em 2013, um escritor tentou contatá-lo para o próximo 25º aniversário de suas alegações e foi informado:“O Sr. Lazar não se envolve mais em assuntos relacionados ao tópico dos OVNIs” [fonte:Rojas].

    p Uma afirmação popular entre os crentes de Lazar é que muito de nossa tecnologia atual é o resultado do uso de engenharia reversa em espaçonaves alienígenas. Tudo, desde rádios a supercondutores, se enquadra nesta categoria. Eles argumentam que as pessoas sozinhas não poderiam ter desenvolvido essas tecnologias tão rapidamente sem um modelo alienígena. Alguns afirmam que os pilotos da Área 51 estão usando tecnologia alienígena contra os próprios alienígenas, derrubá-los para que outras equipes militares possam limpar as peças.

    A trama fica mais espessa na área 51

    Algumas das lembranças disponíveis para venda na loja de presentes Little A'Le'Inn em Rachel, Nev. Barry King / WireImage / Getty Images p Nem todas as teorias da conspiração a respeito da Área 51 envolvem homenzinhos verdes (ou cinza). Alguns giram em torno de uma organização sombria (ou grupo de organizações) dedicada a trazer a Nova Ordem Mundial. UFOs e histórias de engenharia reversa são apenas táticas que essas organizações usam para distrair o público de seu objetivo real - dominar o mundo.

    p Uma afirmação comum às declarações de Lazar e outras teorias de entusiastas de OVNIs é uma organização secreta conhecida como MJ-12, às vezes chamado de Majestic ou Majic 12. Este grupo originalmente incluía uma dúzia de indivíduos extremamente poderosos como o Presidente Harry S. Truman, os chefes de organizações como a CIA e poderosos empresários. Documentos relatados como sendo deste grupo surgiram, principalmente como descobertas do UFOlogista William L. Moore, incluindo papéis com assinaturas presidenciais. Os céticos examinaram esses documentos e descobriram muitos sinais de que são falsos, incluindo assinaturas que pareciam ter sido copiadas de outros documentos oficiais e coladas nos papéis do MJ-12 [fontes:UFO Casebook, FBI]. Teóricos da conspiração denunciam os céticos como sendo enganados ou realmente empregados pelo governo.

    p Outros teóricos dizem que os documentos MJ-12 são falsos, mas falsificações oficiais feitas pelo governo para tirar as pessoas do caminho. A maioria dos crentes se enquadra em um de vários grupos, e freqüentemente cada grupo acusará os outros de promover ativamente a desinformação para esconder a verdade.

    p As teorias mais extremas sobre alienígenas na Área 51 afirmam que não são apenas alienígenas aqui na Terra, eles estão comandando o show. Pelo visto, o governo dos EUA concordou em permitir que alienígenas sequestrem pessoas à vontade, faça experiências com esses cidadãos indefesos e até mesmo triture-os até formar uma pasta que mais tarde será espalhada nos alienígenas como fonte de nutrição.

    p Outros teóricos dizem que os alienígenas estão aqui para usar humanos para criar uma criatura híbrida, já que os próprios alienígenas não são mais capazes de se reproduzir por conta própria. Alguns oferecem esperança com relatos de tiroteios entre forças governamentais e alienígenas, resultando no retorno do governo ao poder.

    p Na tradição dos entusiastas de OVNIs, Hangar 18 é o nome do prédio que abriga uma espaçonave alienígena capturada e até mesmo um ser extraterrestre. A localização do Hangar 18 é motivo de debate entre os crentes. Alguns alegaram que o hangar na Área 51 é o Hangar 18.

    Vendo OVNIs na Área 51

    A caixa de correio preta (agora branca) Foto cedida por Glenn Campbell p Como o espaço aéreo ao redor e acima da Área 51 é usado para voos de teste e missões de treinamento, é bem possível (e até provável) que você veja aeronaves voando sobre suas cabeças. Às vezes, essa aeronave pode ser exótica, talvez até não identificável para olhos não treinados. Mesmo aeronaves familiares podem enganá-lo, fazendo-o pensar que viu algo que não é desta Terra.

    p Os céticos apontam que muitos relatos de avistamentos de OVNIs coincidem convenientemente com a chegada diária programada dos voos de Janet à base. Muitos dos projetos anteriormente classificados na Área 51 realmente parecem ser de outro mundo. UAVs em particular parecem estranhos, como eles não requerem um cockpit ou portas. Além disso, muitos exercícios de treinamento usam sinalizadores brilhantes para disparar mísseis ou mesmo apenas para distrair os observadores enquanto aeronaves secretas realizam manobras.

    p Um local popular para observar os OVNIs é a "Caixa de Correio Negra" na Rodovia Nevada 375 (também conhecida como Rodovia Extraterrestre). A caixa de correio pertence a um fazendeiro local e ficou famosa quando Robert Lazar disse que era o local para o qual ele levaria as pessoas para assistir aos voos de teste programados de espaçonaves alienígenas. Hoje, a caixa de correio foi repintada de branco e o fazendeiro disse muitas vezes que não acredita que nenhuma das naves voando acima seja de origem alienígena [fonte:Powers].

    p Na próxima seção, veremos algumas das controvérsias em torno da Área 51.

    Controvérsia na Área 51

    p Os trabalhadores da Área 51 tiveram que enfrentar condições difíceis desde os primeiros dias da instalação. Na década de 1950, quando o foco da base estava testando o avião espião U-2, a CIA teve que interromper as operações e evacuar a instalação devido a testes nucleares no vizinho Nevada Test Site (NTS). Às vezes, a Comissão de Energia Atômica (AEC) anunciava testes antes do previsto para permitir que os residentes nas proximidades tivessem tempo para evacuar se achassem necessário, mas outras vezes os testes não eram anunciados. Os resultados desses testes podem ser vistos em cidades a 100 milhas (161 quilômetros) de distância. As pessoas em Las Vegas costumavam organizar viagens aos picos próximos e fazer piqueniques à vista de nuvens em forma de cogumelo.

    p Em 1957, um desses testes chamado HOOD fazia parte de um programa geral chamado Operação Plumbbob, que foi projetado para ver se bombas nucleares danificadas emitiam níveis prejudiciais de radioatividade. O AEC detonou um dispositivo nuclear de 74 quilotons 1, 500 pés (457 metros) sobre a Área 9 do NTS. Essa foi a explosão de ar mais poderosa já detonada no território continental dos Estados Unidos [fonte:Departamento de Energia]. O AEC não anunciou o teste com antecedência, embora tenham dito à Área 51 para evacuar com antecedência. A explosão resultante causou alguns danos menores na Área 51 - principalmente algumas janelas e portas quebradas. A radiação era uma preocupação muito maior, e, na verdade, o solo na Área 51 absorveu muita radiação ao longo dos anos de testes nucleares.

    Limpando a Área 51

    p Em 1980, o governo autorizou um programa para remover solo irradiado ao redor do lago Groom. Fotos de satélite confirmam que as equipes removeram grandes quantidades de sujeira da área. As cidades vizinhas relataram aumentos nas taxas de câncer e muitos processaram o governo (com vários graus de sucesso), alegando que os testes os fizeram adoecer.

    p Outro perigo na Área 51 envolveu o descarte de tecnologia e veículos classificados. Nos anos 1980, as equipes na Área 51 cavaram grandes, poços abertos e materiais tóxicos despejados neles. Eles queimaram os materiais usando combustível de aviação e sofreram exposição a produtos químicos e vapores [fonte:Jacobs].

    p De acordo com uma ação movida contra vários funcionários do governo, the workers requested safety equipment such as breathing masks, but were denied due to budgetary concerns. When they asked if they might bring their own equipment, their superiors told them that for security reasons they could not bring outside equipment into the base, except gloves. Several civilian employees became sick from the exposure -- two eventually died. Helen Frost, the widow of Area 51 employee Robert Frost, and several Groom Lake employees worked with attorney Jonathan Turley to file the lawsuit [source:Jacobs].

    p One interesting item from the lawsuit that has since caused a big stir in Area 51 circles is the submission of an unclassified security manual into evidence. Turley argued that the manual not only proved the base existed, it also proved the government was aware of the dangers of handling hazardous waste and acted with negligence toward the employees at Area 51. The government retroactively classified the security manual, and Judge Philip Pro didn't allow it as evidence [source:Jacobs]. Some claim the manual to be a fake, though if this is the case it raises a question -- why would the government declare a fake document to be classified information?

    p President Bill Clinton signed an executive order in September 1995 exempting Area 51 from disclosure of the results of Environmental Protection Agency (EPA) investigations of the site. The order referred to Area 51 as "the Air Force's operating location near Groom Lake, Nevada." Judge Pro eventually dismissed the lawsuit on the grounds that investigation into the claims constituted a breach of national security. Turley argued that this set a dangerous precedent in that the government could now hide crimes through the excuse of national security [source:Jacobs]. The policy relieved the government of accountability to the people it represents.

    p Area 51 still allows the EPA to inspect the facility to ensure it meets environmental requirements. Contudo, all reports are classified and can't be published. Many argue that without publication of the results, the facility remains unaccountable. Clinton's executive order permits the reports to remain sealed, despite the fact that the law requires all such reports be made available to the public. The president must renew the order each year, and as of 2013, that's still the case.

    p Na próxima seção, we'll look at the town of Rachel, Nev., which has received more than its share of attention as the closest town to Area 51.

    The Truth is Out There

    Area 51 is the most well-known secret facility ever created. It's been an important setting for numerous novels, filmes, television shows, video games and music. But two examples stand out as being particularly important. The long-running TV show "The X-Files" and the hit movie "Independence Day" both followed UFOlogists' theories about the real purpose of the base .

    Living in the Shadow of Area 51

    Pat and Joe Travis, owners of the Little A'Le'Inn, posed in front of their motel in Rachel, Nev., in 1996. James Aylott/Hulton Archive/Getty Images p You might think that living close to a place like Area 51 could make you a little strange. A visit to Rachel, Nev., might just change your suspicion to certainty. The town is populated by 54 people (according to the 2010 census), most of whom have a strong sense of independence and more than a touch of eccentricity.

    p According to former Rachel resident Glenn Campbell, Rachel's documented history began on March 22, 1978, at 5:45 p.m. Not many towns can narrow down their origins so precisely. Campbell points out that on that date, power companies first supplied the Sand Springs Valley with electricity. Before this momentous occasion, only a few hardy farmers and a mining company occupied the valley [source:Campbell and Grover].

    p Na década de 1970, small numbers of people with a pioneering spirit and desire to live their lives free of interference began to settle the valley. One of those families was the Joneses, who became famous in their small community upon the birth of Rachel Jones, the first child born in the valley. The loose community felt the name Sand Springs lacked distinction and Rachel's birth marked an important event in the town's history. So they named the town Rachel. The Joneses didn't stick around much longer, and sadly, Rachel passed away from a respiratory ailment at the age of 3 [source:Campbell and Grover].

    p There's very little to see in Rachel, but it does feature a motel and bar called the Little A'Le'Inn (get it?), a Baptist church and a senior center and thrift store.

    p Rachel is home to several interesting characters, many of whom have pet theories about Area 51. A few work for the Air Force, though that's about as much information as you'll get from them. Pat and Joe Travis run the Little A'Le'Inn and have made a business out of selling T-shirts and alien-themed souvenirs. Ainda, most of the people in Rachel will tell you they don't think the UFOs are anything other than flares, UAVs or military aircraft on training missions.

    p Glenn Campbell established the Area 51 Research Center. He would often go to a lookout spot he named Freedom Ridge where he could legally view the facility from several miles away. Campbell wrote a newsletter called the Desert Rat, keeping people up-to-date on activities at the base. He campaigned against what he considered to be excessive government secrecy, arguing that the government was creating an environment of mistrust with the public. He also created a Web site that linked to dozens of news stories and timelines about the base. Although he no longer updates the site, it's still available for you to explore. Campbell has since moved on from his focus on the secret base and no longer lives in Rachel.

    p The residents of Rachel seem to treat interest in their community with bemused patience. Para eles, sonic booms in the middle of the night and bright light shows are all normal, everyday events. Just about everyone in the valley has had to replace a window cracked by a sonic boom or held a piece of airplane wreckage (Area 51's history includes several spectacular crashes).

    p Na próxima seção, we'll look at a timeline for Area 51 from its founding to the present.

    A Brief History of Area 51

    p Durante a Segunda Guerra Mundial, the Army Air Corps (precursor to our modern Air Force) built several runways in Nevada, including a pair of small runways at Groom Lake. They named the spot the Army Air Corps Gunnery School. After the 1940s, the runways were abandoned [source:Mahood].

    p No início dos anos 1950, the CIA entered a partnership with Lockheed to develop high altitude aircraft to use in surveillance missions. Clarence "Kelly" Johnson of Lockheed helmed the project. He formed a department of engineers and test pilots that eventually took on the name Skunk Works . The Skunk Works department was famous for being very secretive and nearly fanatical in the pursuit of their goals.

    p The CIA and Johnson both knew that secrecy was critical to their success, and so Johnson needed to find a location to develop and test secret aircraft. He wanted a location that was remote enough to avoid notice, yet still close enough to a major city so that supplying the facility would not be a monumental task. The site would need to be easily accessible by aircraft and out of the way of commercial and military flight paths. It would also need space to house a sizable force of military and civilian employees.

    p Em 1955, he traveled to Nevada with test pilot Tony LeVier, special assistant to the CIA director, Richard Bissell and Air Force liaison, Col. Osmond Ritland, to find a good place to use as a base of operations for test flights. Ritland trained at the Gunnery School and told Johnson about it. Johnson decided the location was ideal for their operations [source:Merlin].

    p Johnson named the area "Paradise Ranch" as a way to encourage workers to move there. Eventually it was just called "The Ranch."

    p Four months later, crews completed the initial construction. U-2 test flights began and President Dwight Eisenhower signed an executive order restricting the airspace over Groom Lake. The CIA, the Atomic Energy Commission and Lockheed oversaw base operations. Eventualmente, control of the base would pass to the Department of Energy and the Air Force.

    Roswell Versus Area 51

    While Area 51 and Roswell are often mentioned in the same breath, the two locations are pretty far from each other. Roswell is in New Mexico and, according to Google Maps, is 891 miles (1, 433 kilometers) away from Area 51. The trip would take you more than 15 hours to get there by car, and by most reports it's not a very exciting drive.

    A Time Line of Events at Area 51

    p The following is a time line beginning soon after Area 51's construction [sources:Mahood, Merlin, Collins, Jacobsen]:

    • 1957: The AEC distributes "Background Information on Nevada Nuclear Tests" to the press. The booklet describes a small base at Groom Lake called the Watertown Project. The booklet claimed the facility was part of a project to study weather.
    • 1961: The restricted airspace expands upward, but not outward -- it measures 5 by 9 nautical miles (9 by 17 kilometers) in size, but extends up to space and is designated R-4808N. Um ano depois, the Department of the Air Force expands the space again, but this time the perimeter grows to 22 by 20 nautical miles. (41 by 37 kilometers). This forms the "Groom Box, " or just "the Box, " as it is known today. No flights, whether commercial or military, are allowed in the restricted space (except the test flights from the base itself).
    • 1962: The first A-12 arrives at Groom Lake. The first test flight takes place two months after the aircraft's arrival to the base. CIA pilots arrive at the base nearly a year later to begin flight training.
    • 1967: The first MiG 21, a Soviet aircraft, arrives at Groom Lake. Officials name the testing program of MiG aircraft "Have Doughnut." Some pilots begin to call the restricted airspace above Groom Lake "Red Square."
    • 1977: Years before the public became aware of the Stealth Fighter, the first F-117A prototype arrives at Area 51. It's called the "Have Blue."
    • 1982: The first flight of the vehicle known as "Tacit Blue" takes place at Groom Lake. Like the F-117A, Tacit Blue is a stealth vehicle.
    • 1984: The base petitions for an additional 89, 000 acres of land to increase the size of restricted space around the facility. Guards forbid the public from entering this area before it is officially withdrawn, raising concern and criticism of illegality from locals and tourists. The land request is approved by Congress three years later.
    • 1988: A Soviet satellite photographs Area 51. Popular Science magazine runs the photograph, giving most U.S. citizens their first chance to glimpse the secret base.
    • 1989: Robert Frost, a civilian employee at Area 51, dies. An autopsy shows that his body contained high levels of dangerous chemicals like dioxin and dibenzofuran. His widow, Helen, and other affected workers, file a lawsuit against several government officials, in 1994. Frost claims her husband died as a result of exposure to dangerous chemicals.
    • 1989: Robert Lazar appears on television and claims to have worked on reverse engineering alien technology at a site not far from Groom Lake.
    • 1995: Area 51 acquires two locations popular with tourists and curious locals, Freedom Ridge and White Sides Peak, and closes them to the public. President Clinton signs an executive order exempting Area 51 from legislation and investigation in order to preserve national security.
    • 1996: Nevada names Route 375, formerly known as the "loneliest highway in America, " the "Extraterrestrial Highway." Skeptics around the world groan in unison.
    • 2007: It appears that crews are building a new hangar, much larger than the existing hangar. One Web site claims the hangar's size to be 200 by 500 feet (61 by 152 meters) and 100 feet tall (30 meters).
    • 2009: Several former Area 51 staffers, including two former military test pilots, described their work at the site.
    • 2013: Area 51 is identified by that name for the first time in declassified CIA documents, though all operations at the facility are still kept secret. No mention is made of aliens in the documents.
    • 2017: The New York Times reported that between 2007 and 2012, the Pentagon spent $22 million annually to study UFOs at the request of Senate majority leader Harry Reid. The program ended when funding dried up.
    • 2019 :Over 1 million people signed up to a joke Facebook event calling for folks to raid Area 51 and "see them aliens." The Air Force was not amused, reminding would-be raiders that "[Area 51] is an open training range for the U.S. Air Force, " according to the Washington Post.
    CiênciaExtraterrestres e OVNIsComo Alienígenas TrabalhamCiênciaExtraterrestres e OVNIsReduções AlienígenasCiênciaExtraterrestres e OVNIsNaked AliensCiênciaExtraterrestres e OVNIs Abduções Alienígenas:Você está em boas mãos? Comunicar-se com Alien AI pode ser mais difícilScienceAliens e UFOsA Equação Simples Calcula a Probabilidade de Inteligência Alienígena, Mas ... ScienceUnexplained PhenomenaThe Famous 'Uau!' Signal Provavelmente não eram extraterrestres tagarelas depois de tudoScienceAliens &UFOsOs extraterrestres poderiam realmente assistir a programas de TV antigos? Life to Explode on Earth? ScienceAliens &UFOsDevemos cobrir a Terra para escondê-la de Evil Aliens? ScienceAliens &UFOsE o governo dos EUA está escondendo uma nova prova de vida alienígena? Sistema SolarMisterito Meteorito Veio de Long Gone Alien WorldScienceSpace ExplorationMonstrous Alien World Orbits Puny Red Dwarf StarScienceAliens &UFOsE finalmente existe a prova de implantes alienígenas em corpos humanos? Nós, Cortesia de Natural SelectionScienceSpace ExplorationSmall, Os mundos alienígenas vêm em dois sabores:Super-Terras e Mini-NeptunesScienceSpace ExplorationSão Alien Worlds in TRAPPIST-1 mais habitáveis ​​do que o pensamento? ScienceSpace ExplorationNASA's Kepler Mission adiciona 100 Alien Worlds to Exoplaneta TallyScienceAliens &UFOsAnonymous afirma que a NASA está prestes a anunciar um alienígena. Infelizmente NotScienceSpace ExplorationNearby Alien World Orbits 'Quiet' Star, Aumentando o Potencial HabitávelSciênciaSpace ExplorationWeird LifeScienceAliens &UFOsThe 1965 Valensole UFO EncounterScienceAliens &UFOsThe RB-47 UFO EncounterScienceAliens &UFOsHow Area 51 WorksScienceAliens &UFOsThe Cash-Land UFO Incident HistóriaHistória vs. MythUm alienígena contatou pescadores japoneses em 1803?

    Muito mais informações

    p Artigos relacionados

    • Como funciona a Força Aérea dos EUA
    • Como funcionam as teorias da conspiração
    • Como funcionam os OVNIs
    • Como funcionam os alienígenas
    • Como funcionam os bombardeiros furtivos
    • How Stealth Technology Works
    • Como funcionam os aviões
    • Como funciona o radar
    • How the Predator UAV Works
    • O que é um avião espião operado remotamente?
    p Fontes

    • AboveTopSecret.com. Acima do segredo máximo.
    • Area 51 Aircraft Database. users.cihost.com.
    • Area51Zone.com. Area 51 Zone.
    • Associated Press. "Rescue Team Seeks Plane." Middlesboro Daily News, 18 de novembro 1955. (Dec. 7, 2013) Google News
    • Bacon, Kenneth H. Department of Defense News Briefing. Terça, 18 de abril 2000. http://www.fas.org/sgp/news/2000/04/dod041800.html.
    • Bola, Molly. "An eccentric's struggle for truth." Las Vegas Sun. 18 de dezembro 2005. (Dec. 7, 2013) http://www.lasvegassun.com/news/2005/dec/18/an-eccentrics-struggle-for-truth/
    • Carroll, Robert Todd. "The Skeptic's Dictionary." http://www.skepdic.com/area51.html.
    • CBS News. "Area 51's existence acknowledged by CIA in declassified documents." Cbsnews.com. Aug. 16, 2013. (Dec. 7, 2013) http://www.cbsnews.com/news/area-51s-existence-acknowledged-by-cia-in-declassified-documents/
    • Cold War Special Projects. http://area51specialprojects.com.
    • Cole, William. "Cloak of secrecy lifted from 'Bird of Prey.'" Boeing.com. 2002. (Dec. 7, 2013) http://www.boeing.com/news/frontiers/archive/2002/november/i_pw.html
    • Collins, Paul and Phillip, "Alien Smokescreen:Giant New Hangar at Area 51" Rense.com. (Dec. 7, 2013) http://www.rense.com
    • Coverups.com. http://www.coverups.com.
    • DesertSecrets.com. http://www.desertsecrets.com.
    • Groom Lake/Area 51 Security Manual:Job Knowledge. http://www.ufomind.com/area51/org/security/sec_man/sec_man.shtml.
    • Dia, Dwayne. "Astronauts and Area 51:the Skylab Incident." Space Review. 9 de janeiro 2006. (Dec. 7, 2013) http://www.thespacereview.com/article/531/1
    • Federação de Cientistas Americanos. "Area 51 - Groom Lake, NV Watertown Strip / The Ranch Directorate for Development Plans Area." Fas.org. (Dec. 7, 2013) http://www.fas.org/irp/overhead/groom.htm
    • Jacobs, Margaret A. "A Secret Air Base Hazardous Waste Act, Workers' Suit Alleges." The Wall Street Journal. Feb. 8, 1996. http://www.ufomind.com/area51/articles/1996/wsj_960208.html.
    • Jacobsen, Annie. "Area 51:An Uncensored History of America's Top Secret Military Base." Hachette. 2011. (Dec. 7, 2013) http://books.google.com/books?id=Pl-B_TL7S8oC&pg=PT174&lpg=PT174&dq=%22Area+51%22+film+lockheed&source=bl&ots=tmoDCCzCPa&sig=HdotbFwrjQPtt3XKY-EhtMWei98&hl=en&sa=X&ei=3ZGjUpTNOsrskQfukoCQAQ&ved=0CGYQ6AEwBzgK#v=snippet&q=name%20%22area%2051%22&f=false
    • Jacobsen, Annie. "The Road to Area 51." Los Angeles Times. 5 de abril, 2009. (Dec. 7, 2013) http://www.latimes.com/entertainment/la-mag-april052009-backstory, 0, 5104077.story#axzz2mqbhwZt9
    • Kiger, Patrick J. "Area 51:The Worst-Kept Secret Around." Natgeotv.com/UK. (Dec. 7, 2013) http://natgeotv.com/uk/area-51-i-was-there/area-51-the-worst-kept-secret-around
    • Klass, Philip J. "The New Bogus Majestic-12 Documents." Committee for Skeptical Inquiry. May/June 2000. http://www.csicop.org/si/2000-05/majestic-12.html.
    • Lear, João. "Area 51 - The UFO Cover-Up." Illuminati News. 25 de agosto, 1988. http://www.illuminati-news.com/ufos-and-aliens/html/area51_the_ufo_cover_up.htm.
    • Macy, Robert. "Secret Nevada defense site offers many questions but few answers." Spokane Chronicle. 3 de julho, 1984. (Dec. 7, 2013) http://news.google.com/newspapers?id=bPwuAAAAIBAJ&sjid=hfkDAAAAIBAJ&pg=7012, 239908&dq=area-51+groom+lake+secret&hl=en
    • Mahood, Tom. "Groom Lake Timeline." http://www.serve.com/mahood/nellis/groom/groomtl.htm.
    • Manning, Mary. "Judge releases Groom Lake files." Las Vegas Sun. 17 de julho 1996.
    • Memorandum of Understanding Between the Department of the Air Force, Tactical Air Command, Tactical Fighter Weapons Center and the Department of Energy, Nevada Operations Office.
    • Merlin, Peter W. "Area 51 Suffered Effects of Nearby Nuclear Testing." Aerotech News and Review. Vol. 10, No. 38, 20 de outubro, 1995.
    • Merlin, Peter W. "Project 57:Plutonium Dispersal Took Place Near Groom Lake." UFOlogy. 29 de novembro 1995. http://www.ufomind.com/area51/history/articles/project_57.html.
    • National Security Archive. "The Secret History of the U-2 — and Area 51." National Security Archive. 15 de agosto, 2013. (Dec. 7, 2013) "http://www2.gwu.edu/~nsarchiv/NSAEBB/NSAEBB434/
    • Neimark, Jill. "Dispatch from Dreamland." Psychology Today. http://www.nyu.edu/classes/neimark/ufo.html
    • Oberg, James. "Did Pentagon Create Orbital Space Plane?" Nbcnews.com. 6 de março, 2005. (Dec. 7, 2013) http://www.nbcnews.com/id/11691989/#.UqPOiPRDt8E
    • Patton, Phil. "Stealth Watchers." Com fio. February 1994. (Dec. 7, 2013) http://www.wired.com/wired/archive/2.02/stealth.watchers.html
    • Patton, Phil. "Dreamland:Travels Inside the Secret World of Roswell and Area 51." Villard:New York, 1998.
    • Penre, Wes. Illuminati News. "Confessions of an FBI "X-File" Agent.", Dec. 24, 2004. http://www.illuminati-news.com/ufos-and-aliens/html/jordon-file.htm.
    • Pique, João. "TR-3A." Fas.org. Sem data. (Dec. 7, 2013) http://www.fas.org/irp/mystery/tr3a.htm
    • Poulsen, Kevin. "Area 51 hackers dig up trouble." SecurityFocus.com, 25 de maio, 2004. http://www.securityfocus.com/news/8768.
    • Public Law 98-485 [H.R. 4932]; 17 de outubro 1984.
    • Public Law 99-606 [H.R. 1790]; 6 de novembro, 1986.
    • Randerson, James. "Is it a bird? Is it a spaceship? No, it's a secret US spy plane." The Guardian. June 23, 2006. (Dec. 7, 2013) http://www.theguardian.com/science/2006/jun/24/freedomofinformation.usnews
    • Richelson, Jeffery T. "The Area 51 File:Secret Aircraft and Soviet MiGs." National Security Archive. 29 de outubro 2013. (Dec. 7, 2013) http://www2.gwu.edu/~nsarchiv/NSAEBB/NSAEBB443/
    • Rogers, Keith. "Warnings for emergency responders kept from Area 51 workers." Las Vegas Review-Journal, 21 de maio, 2006.
    • Sacred Texts. http://www.sacred-texts.com.
    • Spiegel, Lee. "Area 51 Dogfight:Ex-Navy Pilot Allan Palmer's Encounter With Soviet MiGs Over UFO Hotspot." Huffingtonpost.com. 2 de setembro, 2013. (Dec. 7, 2013) http://www.huffingtonpost.com/2013/09/02/area-51-dogfight-allan-palmer_n_3844388.html
    • Stanley, Dick. "Stealth Bomber:Delta Shape, Plastic Parts." Lawrence Journal-World. Sept. 11, 1980. (Dec. 7, 2013) http://news.google.com/newspapers?id=CJYyAAAAIBAJ&sjid=Q-cFAAAAIBAJ&pg=6651, 2362428&dq=groom+lake+nevada+secret&hl=en
    • Stuster, J. Dana. "Declassified:The CIA's Secret History of Area 51." Foreign Policy. 15 de agosto, 2013. (Dec. 7, 2013) http://blog.foreignpolicy.com/posts/2013/08/15/declassified_the_cias_secret_history_of_area_51
    • Sweetman, Conta. "Top-Secret Warplanes of Area 51. Popsci.com . Oct. 1, 2006. (Dec. 7, 2013) http://www.popsci.com/military-aviation-space/article/2006-10/top-secret-warplanes-area-51?nopaging=1
    • The Federation of American Scientists. http://www.fas.org/irp/overhead/groom.htm.
    • UFO Casebook. http://www.ufocasebook.com.
    • UFOlogy. http://www.ufomind.com.
    © Ciência http://pt.scienceaq.com